HomeSexo“Não é mulher pra casar”. Poxa, jura?

“Não é mulher pra casar”. Poxa, jura?

mulherpracasar

“Não é mulher pra casar”. Poxa, jura?

ATENÇÃO: Este texto tem sido republicado por aí como se eu, Nathalia, tivesse escrito com base em algum episódio da MINHA vida. Não é isso, galera. Sou casada. Escrevi em primeira pessoa apenas como forma de vestir a pele de muitas mulheres que passam por essa situação. É um manifesto em nome de todas as garotas sexualmente livres. Por favor, atente para esse “detalhe” se decidir copiá-lo. 

 

Você andou dizendo por aí que não sou “mulher pra casar” porque “me comeu” no primeiro encontro. E, portanto, “não me valorizo”. Talvez você imagine que estou arrasada por não receber mais suas mensagens. Deixa eu te contar uns segredos. Quem disse que eu quero me casar? Que, se eu quisesse, seria com você? Não foi você quem CONSEGUIU me comer, fui eu que DECIDI te dar. A lógica é inversa. Eu me valorizo tanto que não preciso da opinião alheia para saber quem sou e quanto valho. Valorizo o que eu sinto, não represo meu desejo nem finjo ser outra para agradar seus padrões moralistas. Se você categoriza garotas assim, EU é que não te considero “homem pra compartilhar a vida”. Quero um cara que me enxergue muito além desse seu critério.

Porque, se eu transei na primeira ou na vigésima vez, não faz a menor diferença. Eu continuo gostando de Rolling Stones, cuidando da minha avó doente, planejando a próxima viagem exótica, passeando com a minha cachorra, tentando entender as raízes históricas da guerra entre Israel e Palestina, pagando minhas contas, cozinhando o melhor feijão do planeta, morrendo de rir com as amigas que cultivo desde a infância, sendo elogiada pelo meu desempenho profissional… A sexualidade é apenas uma das minhas facetas. Mas, para você, ela é nota de corte. É suficiente para me tornar desinteressante aos seus olhos. Entende como o seu machismo diz muito mais sobre você do que sobre mim? E quão rasa é a sua percepção sobre as pessoas?

A verdade é que tô aliviada. Agora EU posso fugir de você. Homens com esse tipo de atitude não aceitam mulheres bem-sucedidas, aquelas que eventualmente têm um salário maior que o deles. Também jamais admitiriam que eu tenha tido uma vida sexual ativa antes de conhecê-los. Ou que eu saiba fazer um boquete incrível (“onde essa vagabunda aprendeu isso?”) e fantasie com um ménage. Não duvido que me encheria de porrada se descobrisse que guardo um vibrador e me masturbo com frequência (“ela tem prazer SEM mim?”). Homens desse naipe tentariam me proibir de encontrar as amigas para beber, regulariam o tamanho da minha saia e fuçariam o meu celular. Credo.

Definitivamente, você só serviu para uma trepada mesmo. E, olha, confesso que esperava mais de você. Nunca namoraria um cidadão que não faz sexo oral e goza antes de me satisfazer. Acho meio antiquado e egoísta, sabe? O amor que eu almejo é generoso em todos os sentidos. Tem a ver com cumplicidade, igualdade e respeito. Veja, não estou convocando todas mulheres a transarem de cara. Estou defendendo o direito legítimo daquelas que tiverem vontade. Sem que essa atitude interfira na forma como elas serão tratadas no dia seguinte. O papo tá ótimo, mas agora eu preciso ir. Não imagine que te quero mal. Apenas não te quero mais.

Compartilhar:
Comentários
  • Geeente, para tuuudo… compartilho desse mesmo pensamento! Ameeei, arrasou no texto!

    26 de agosto de 2014
  • Caramba. Simplesmente tá escrito o que eu penso <3

    26 de agosto de 2014
  • Puro arraso!! Palmas pra ti!!

    26 de agosto de 2014
  • Cara, você me representa. Melhor texto do ano! Parabéns!!

    26 de agosto de 2014
  • Que foda!
    Se mulheres que transam no primeiro encontro não são pra casar, meu bem … vocês homens com essa mentalidade, não são dignos de 5 minutos da nossa atenção.
    Pelo direito de gozar gostoso e livremente, quando, como e se nós quisermos o

    26 de agosto de 2014
    • NÃO GENERALIZE

      22 de setembro de 2015
  • Sempre haverá pessoas bobas e que se acham melhor que as demais, e que querem com sua mesmice e preconceito, trucidar com o direito do outro.
    Post Nota 10.

    26 de agosto de 2014
  • Mil curtidas eu daria! Aplausos para a escritora :)
    adoooorei

    26 de agosto de 2014
  • Me representa e muuuuuuuito !
    Texto completamente extraordinário !

    26 de agosto de 2014
  • Adorei o post e acho triste q o q foi escrito precise ser repetido. Ateh q talvez seja entendido. Pq em tese deveria ser obvio. Mas de vdd vim agradecer. Tem uma tag neste blog chamada: clitoris. Poxa. Como é pouco divulgado algo que é tão divertido? Abracos e sucesso.

    27 de agosto de 2014
    • Gharcya, talvez o que ela escreveu uma imensa maioria dos homens e algumas mulheres nunca entendam, mesmo mil vezes repetido. Há que apenas sinta prazer em rotular quem assume e é dona de suas próprias decisões. O preconceito campeia solto e não será na nossa geração e talvez nas futuras, que será deixado de lado.

      Comentando: …”acho triste q o q foi escrito precise ser repetido. Ateh q talvez seja entendido”…

      Se solidarizar com as mulheres, as quais chamo de ousadas, muitas vezes até faz quem solidári(a) for, alvo de pessoas preconceituosas. É o preço por se brigar pelo direito.

      11 de setembro de 2014
  • Agora o que nós, mulheres, devemos nos policiar e deixar de fazer, é criticar as outras como estratégia para nos auto afirmar como melhores, santas ou não. Não é isso que a torna melhor ou pior que as pessoas e ficar criticando, chamando outras de puta e isso e aquilo, só atrasa mais nossos avanços e conquistas.

    27 de agosto de 2014
    • Exatamenre isso que eu acho.
      O machismo qto à liberdade sexual é, principalmente, uma arma utilizada por mulheres para se afirmarem como superiores.
      Rótulos empregados por homens existe e sempre vai existir, assim como gordo, magrela, cabaço, etc.
      Agora, denegrir pessoas do mesmo sexo por um comportamente totalmente normal é novidade das mulheres, e o que me incomoda no movimento é essa conta ir para os homens.
      Eles criam os rotulos, mas a devida dimensao que eles vao alcançar é da responsabilidade de quem é taxado.
      Vide o caso da autora. Ela foi taxada por um comentário “machista” (discordo, pq se uma mulher falasse isso de um homem nao seria um comentário denegrindo o sexo masculino, seria simplesmente tosco. Assim como o é no caso dos homens dizerem isso das mulheres. mas muitas mulheres tem essa visao) e tascou o dane-se.

      29 de agosto de 2014
  • Sensacional !!

    27 de agosto de 2014
  • Faz, sim, diferença a quantidade de vezes que você transou. Você é uma vadia, Nathalia. De todo modo, seja honesta com seus parceiros e fale sobre seu passado sexual: eles têm direito de recusar mercadoria estragada

    28 de agosto de 2014
    • Mercadoria estragada é o seu cérebro! Poupe o mundo desse tipo de comentário

      28 de agosto de 2014
    • Recusar mercadoria estragada? ahahahahahahha
      Você é, no mínimo, um retardado, Patrick, sem mencionar retrógrado, psicopata e, provavelmente, pinto frouxo.
      Primeiro porque mulher não é MERCADORIA. Você não compra uma mulher. Se comprar, é um criminoso digno de ser estuprado pelos seus colegas de cela.
      Segundo… você acha que é a quantidade de parceiros sexuais que determina se uma mulher é boa, ou honesta, ou digna de respeito? Você já transou com quantas mulheres, Patrick?
      Terceiro. Da mesma forma que você pensa sobre a mulher ser uma vadia, veja bem o nosso ponto de vista. Pra que temos que comprar um porco inteiro, se queremos só a linguiça?

      28 de agosto de 2014
      • Huhauhauhua terceiro ponto criativo!
        É assim que voces devem pensar, e pronto.
        Assim como muitos de nós, homens, pensam.
        O importante é ser feliz e parar de mimimi, machismo isso, machismo aquilo.
        Sejam como são e ponto finall. Feminismo é isso, aceitar-se como são, ter orgulho disso, e não ficar se fazendo só de vítima, vcs não tem motivo e nem precisam disso.
        Parabens

        29 de agosto de 2014
      • “você acha que é a quantidade de parceiros sexuais que determina se uma mulher é boa, ou honesta, ou digna de respeito?”
        Sim, determina. Pesquisas mostram que mulheres rodadas são mais infiéis no casamento e menos felizes. Vadias como você Priscila não aguentam a monotonia de uma relação estável e saudável após terem passado anos cavalgando em centenas de pintos. Todo homem sabe que vadias não prestam, não são confiáveis. Isso é evolutivo, pois a mulher sempre sabe que o filho é seu. Que credibilidade tem uma vadia? O que centena de pintos deixam na vida de uma vadia, além de uma fileira de camisinhas usadas e fetos abortados?
        E não me venham com esse papo mongolóide de “não é justo, homem que come todas é fodão”. Claro que é, o homem precisa ser bom pra comer todas, enquanto as mulheres só precisam abaixar a calcinha. As mulheres sabem disso, o que explica o sucesso dos comedores, ou alguém já viu mulheres disputando homens de pouca experiência sexual?
        E Nathalia, duvido que você diga tudo sobre o seu passado sexual ao cara que você pretende passar o resto da vida.

        29 de agosto de 2014
          • =D

            10 de setembro de 2014
          • Pesquisas do IPVD (Instituto de Pesquisa das Vozes Disseram).

            Eles tem um trabalho ótimo que associa a quantidade de cebola cortada diminui a possibilidade de ir pra Marte. Ou Jericoaquara. E por isto não temos quase gente em Marte.E pouca gente em Jericoaquara

            10 de setembro de 2014
        • Você sabe que essa pesquisa não existe, é só para vc se sentir melhor. Quem dera todas as mulheres rodadas fossem infiéis e gerassem filhos desconhecidos. Vc sabe que não é assim e tem é muita inveja de quem conseguir ficar com uma mulher dessas. Nem por toda tentativa do mundo vc conseguiria e isso para o universo masculino é uma tortura. É muito mais fácil comer uma mulher do que casar com ela. Tipos como vc só conseguem casar com quem não tem muito parâmetro de comparação.
          Estou conhecendo homens que dizem que sempre quiseram ter filhos e casar, mas não tinha ninguém para fazer isso. Tipo, as mulheres que “prestam” (segundo vc mesmo) estão ficando em extinção. Logo, vc morrerá na punheta e amargurado aí.

          14 de maio de 2015
        • Patrick, por favor: não me inclua nessa de “todo homem sabe que vadias não prestam” etc. Nem todo homem é um escroto retardado como você. Você é o tipo de cara que nem dá pra argumentar, porque sua tacanhez não lhe permite entender o que é igualdade, civilidade, solidariedade. Você é um cara que não vale a pena conhecer. Eu tenho muita pena da sua mãe, que se esforçou pra colocar no mundo um sujeito que não faz a menor falta pra ninguém.

          9 de novembro de 2015
      • Pelo mesmo motivo que homes comem cupim sem desejar querer a vaca.

        3 de dezembro de 2014
    • Quanto machismo contido num ser “UMANO”, quanto preconceito e quanta falta de respeito para com a autora, e porque não dizer com as mulheres.

      11 de setembro de 2014
    • Vcs é bem retardado. Sabe pq? Pq isso não faz diferença. Eu sempre falo minha vida sexual para os meus parceiros e nenhum me largou por causa disso. Vou ate casar esse dias com meu noivo quecom quantos ia transei e pra ele não importa. Ele nem gosta de menina virgem , ele TB não é virgem nem foi nenhum santo a vida toda. Encontrou em mim caracter , ternura e companheirismo coisa que não encontrou em outras mulheres ou em outra virgem. E ele tem um pico de machismo , mas não faz mal, pois o machismo dele não é doentiu assim. É apenas conservador , por querer construir uma família comigo. VC só fala isso pq é um mal amado na vida. Quando VC gosta verdadeiramente de alguem ao ponto de querer casar , virgindade vai ser os menores dos problemas. Vcs deveria tomar vergonha na cara de se revolta e querer tomar conta do relacionamento dos outros, e julgar mulher alheia. Nem todos os homens são doentes como VC. Se virgindade faz tanta questão pra VC , permaneça virgem só assim VC pode ter moral para exigir uma virgem. Ou vá mora no Paquistão. Pois lá o teu machismo tem estupadro mulheres virgem alegando que merecem ser estupradas pelo fato de serem cristoes. E depois de estuprarem as chamos de putas. Realmente , machimos é um lixo.

      7 de março de 2016
  • Digno…realmente a mulher q eles acham q é pra casar, terá grandes problemas quando encontrar esses caras pela frente.

    28 de agosto de 2014
  • Adorei. Show de bola!! mandou ver!

    28 de agosto de 2014
  • Acredito que todos somos livres para fazer o que queremos, e não, não namoraria com mulher que dá logo de cara, sinal que não controla seus impulsos sexuais e não tem nem um pouco de pudor, esse tipo de mulher não pensaria 2 vezes em dar para alguém do trabalho quando o casamento estivesse em crise, pensaria, pelo livre direito de gozar, portanto quem quer dar que dê, mas não me peça para casar, aliás, com mulheres modernas o casamento se tornou desnecessário para o homem moderno, haja visto que não existe mais vantagem nenhuma a ele, ela vem sentada em 50 pirocas diferentes e quando o casamento cair na rotina, o que é normal depois de 5 anos ou mais ela irá procurar as emoções em outro lugar, deve ser por isso que 1 em 4 casamentos hoje terminam antes de 3 anos.

    28 de agosto de 2014
    • E o mesmo não acontece com os homens Rafael??? Ou vc nunca transou com uma mulher no primeiro encontro??
      Menos machismo e hipocrisia e mais respeito.
      Se vc for um marido decente, sua esposa não vai te trair. E outra, o fato de ter saido com 1 ou 50 homens não faz da mulher sem caráter, já que traição pra mim é falta de caráter.
      Se toca e fica esperto, pq se vc já casou e acha q sua esposa só teve 1 cara antes de você, além de burro vc ainda será corno

      29 de agosto de 2014
      • Só discordo da parte que vc diz “se for um marido decente sua esposa não vai te trair”. Quer dizer que mulher só trai se o marido não dá assistência? E isso é justificativa pra trair? Se não tá satisfeita numa relação, converse com o parceiro e se ele não melhorar, separe e parta pra outra. Isso vale pra homem e mulher. Homem quando trai é safado e mulher é pq teve motivo. Por favor, né?

        27 de setembro de 2014
        • se n dar assistência perde pra concorrência árido kk

          8 de janeiro de 2016
  • A-R-R-A-Z-O-U!!! Falou tudo,é isso aí mulherada o mundo é NOSSO!

    28 de agosto de 2014
  • Arrazou! Disse tudo.

    28 de agosto de 2014
  • Não costumo comentar artigos, mas este me deixou tão triste, que não tive como me abster. O que me entristece não é o artigo em si, deste gostei bastante. O que me entristece é ver que existem homenzinhos, assim, no diminutivo, tão pequenos a ponto de pensar assim. E pior, homenzinhos que perdem seu tempo destilando suas idéiazinhas de jerico nos comentários. Patrick coitado, se não gostas da autora, porque perdes teu tempo lendo o que ela escreve? Rafael, que só olha para o próprio umbigo, se o que tu queres da vida é ter vantagem, lamento te informar, mas a vida ainda vai te bater muito…

    28 de agosto de 2014
    • Só de olhar a cara do Fabricio já dá pra perceber que o sujeito é um bundão que precisa de aprovação feminina. Triste..

      29 de agosto de 2014
    • Fabrício o Patrick é apenas um ser “UMANO” vindo da pré-história. No meu comentário mais acima, comentei que ele não respeita as mulheres, e com certeza não respeita nem a si mesmo. É cheio de preconceito. As mulheres tem o mesmo direito de fazer uso da própria liberdade de decidir, ir e vir, e serem responsáveis pelos seus atos. Não é a decisão de dar para um homem por quem sentem tesão no primeiro encontro que fará delas uma menos que outras. Afinal ter ousadia e determinação com responsabilidade não é para muitas.

      Viva as mulheres determinadas, ousadas, decididas e que sabem bem o que fazer com suas vontade e o prazer.

      11 de setembro de 2014
  • E o mais engraçado disso tudo, os comentários contra são de covardes que comentam anônimos, talvez por medo de nunca mais comerem ninguém, se dissessem isso aos quatro ventos.

    28 de agosto de 2014
    • Disse tudo, tbm penso assim. Mas pq o raciocínio nao pode ser invertido?
      Pq nao pensar que muitos que se dizem “feministas”, “defensores das mulheres” só o são para serem os “queridinhos maduros” e comerem mais?
      Fica a dica, isso pode até funcionar, mas particularmente acho até cômico como existem homens que dizem coisas que soam como musica aos ouvidos das mulheres só para agradar.

      29 de agosto de 2014
  • Me casei com minha namorada, não “apesar de” termos transado no primeiro encontro, mas, inclusive “porque transamos no primeiro encontro”. As mulheres auto-confiantes e livres são as melhores amantes e as melhores companheiras. Eu não poderia ter feito escolha melhor ou ter sido escolhido por pessoa melhor. Fica a dica!

    29 de agosto de 2014
  • Finalmente um post feminista de verdade.
    Nao adianta nada sair protestando por aí, a verdade é que a primeira mentalidade que precisa ser mudada é a das mulheres.
    Se mulheres falarem a mesma coisa de um homem, que “ele nao é para casar pq transa com todas” isso será entendido por ele como um elogio. Um “xingamento” exatamente IGUAL sera um elogio. Isso demonstra que quem define se se sentirá ofendido ou nao é o próprio receptor.
    O machismo no que se trata de liberdade sexual só existe pq as próprias mulheres sao machistas nesse sentido qdo lhes convém, qdo se trata de uma “inimiga”.
    Vide quando quem rotula mulheres como galinhas sao mulheres mesmo. Um homem nao xingaria outro dizendo que nao presta pq come todas.

    29 de agosto de 2014
  • Ai, ai, Cleber. Além de “mulher de verdade”, tem que ser “feminista de verdade”. Post feminista, né, partiu homi vir chorar: “mimimi as mulheres que são machistas mimimi os homens são machistas por culpa das mulheres”. Muitas garotas ofendem as outras assim, chamando de puta e ofensas do tipo, e fazem isso porque as “inimigas” vão ser mal vistas PELOS HOMENS (muita ênfase nessa parte). Se uma menina pega fama de puta, os meninos vão dizer “nossa, cê pegou a fulana? Mó puta ela, já deu pra sala inteira”, “meu Deus, tá apaixonado por ela? Não é menina pra namorar, não. Eu já comi e ela é toda frouxa” e variações. Entende? Os homens usam a vida sexual das mulheres pra definir o caráter delas. Não importa se a sua banda preferida é a preferida dela também, não importa se vocês dois gostam dos mesmos filmes. Se ela já deu, ou deu no primeiro encontro, não presta, fim. E isso acaba sendo internalizado por elas. E não invente de querer cagar regra até no feminismo alheio, por favor. Quem protagoniza o movimento? Mulheres. Você é homem e, por mais compreensivo e intuitivo e pró-feminista que seja, você não sente as dificuldades que uma mulher sente. Você não pode responder por um doente quando perguntam quanta dor ele sente. Então, se quer colaborar com o movimento, saiba que você é o opressor – entenda as dificuldades que o oprimido enfrenta antes de qualquer coisa.
    Antes que o mimimi comece, feminista orgulhosa de 15 anos aqui.

    29 de agosto de 2014
  • LIBERDADE SEXUAL não se compatibiliza com CASAMENTO, esse é o erro desse post. Não existe machismo no comportamento do personagem, existe sim, LIBERDADE DE ESCOLHA.

    30 de agosto de 2014
  • Será, Luiz Carlos? O que então se compatibiliza?

    31 de agosto de 2014
  • esse papo ai de mulher feministas que fica dando pra meio mundo é tudo conversa de mulher feia, invejosa, chifruda, mal amada, carente, que não consegue e nem tem a capacidade ter um relacionamento sério, o problema não e dar no primeiro encontro, o problema é que vocês só tem isso para oferecer, é mais nada.Vocês não tem maturidade emocional, são meninas é não mulheres.

    1 de setembro de 2014
    • To a 1 hora refletindo sobre isso… E acho que faz todo sentido…

      16 de dezembro de 2015
  • MAS QUE MARAViLHA !!

    Antes de tudo, queria salientar que comer e sair falando por aí que a mulher não presta é realmente coisa de cretinos.

    Mas de resto, este movimento das mulheres terem o direito “usar” o homens como queiram é maravilhoso: que possam transar no primeiro encontro, fazer de tudo na cama, chuparem uma piroca como atrizes pornôs, fazerem sexo anal “pelo direito de darem a bunda porque querem e não porque lhes são exigidas”, darem para quem quiserem numa mesma noite -eventualmente para dois homens-, fazer ménage a trois….MARAVILHA ! Finalmente estão perdendo o medo de serem devassas !

    Assim vocês nos poupam de precisarmos convencê-las a fazer tais loucuras com longos papos, presentes, ligar no dia seguinte…..

    MENINAS: DÊEM MESMO ! A RODO ! Isso facilita demais nosso trabalho !!

    Estou muito feliz com este feminismo do século XXI. Só não se esqueçam de se depilar, pois axila e xana cabeluda é dose ! (para as que não se depilam totalmente, vocêss não sabem o que estão perdendo, o poder da “pele na pele” ou “língua na pele” é algo inesquecível)

    2 de setembro de 2014
    • Gozando em 3…2…1…

      24 de dezembro de 2015
  • vc merece um milhão de curtidas!

    10 de setembro de 2014
  • Liberdade sexual feminina??? E a liberdade sexual masculina???
    Um homem para conseguir sexo de uma mulher tem que ter muitos atributos como uma boa condição financeira, boa aparência, status social, atitude etc… A maior parte da população masculina que são de homens comuns sem esses atrativos vivem com muito pouco sexo, por isso quando um homem consegue sexo de uma mulher é uma conquista, ele é elogiado por isso… Agora para uma mulher conseguir sexo de um homem é a coisa mais simples do mundo basta ela abrir as pernas, sexo para mulher é tão fácil que ela recebe até dinheiro para isso…

    11 de setembro de 2014
    • Como é?? Todo mundo pra conseguir alguém precisa de atributos e cada mulher se atrai por um tipo de cara diferente! Se as mulheres que você conhece só querem um cara se ele tiver dinheiro, então estas procurando errado! E você fala isso, mas sabe que existem homens interesseiros também, isso não é definido pelo sexo da pessoa! Liberdade sexual masculina é o que pra você? Porque tudo que eu li se resume a você não conseguir uma mulher que queira transar contigo… Liberdade nossa (?)!

      11 de fevereiro de 2015
  • Olá, Nathalia!
    Parabéns pelo texto, compartilho desse mesmo sentimento, apesar de ainda estar em processo de desintoxicação machista. Entretanto, achei contraditória sua nota inicial onde você coloca “Este texto tem sido colocado por aí como se eu, Nathalia, tivesse escrito com base em algum episódio da minha vida. Não é isso, galera. Sou casada […]”. Achei desnecessário o “sou casada”, acaba reforçando o estereótipo que você condenou durante todo o texto.

    11 de setembro de 2014
      • ECLESIASTES 7: 26, 28
        “Descobri que
        muito mais amarga que a morte
        é a mulher que serve de laço,
        cujo coração é uma armadilha
        e cujas mãos são correntes.
        O homem que agrada a Deus
        escapará dela,
        mas o pecador ela apanhará.”

        “Sim, durante essa minha busca
        que ainda não terminou,
        entre mil homens
        descobri apenas um que julgo digno,
        mas entre as mulheres
        não achei uma sequer.”

        11 de setembro de 2014
        • RIDÍCULO!!!

          8 de novembro de 2015
    • Concordo com vc. Pensei a mesma coisa qd li ” sou casada”. Foi desnessario pois mostrou q ela está preocupada c a opinião dos outros..Escreveu por escrever. Tipo estou escrevendo do q vejo as mulheres reclamarem , para dar uma força mas EU NAO DEI NO PRIMEIRO ENCONTRO POIS SOU CASADA! OU SEJA CONSEGUI CASAR PQ NAO SEI NO PRIMEIRO ENCONTRO. FOI TOTALMENTE CONTRADIRÓRIO.

      8 de novembro de 2015
  • Liberdade, liberdade, liberdade para todos, a coisa e livre, o corpo não gasta, envelhece e perde oportunidades. E aos cheios de ego, apegados carnais, cheios de pudores, não se libertam do sentimento de culpa, tenho pena pois deixam de viver, para alimentar EGO, pobres mortais…

    23 de setembro de 2014
  • Gostei da página, e como gosto de ler sobre tudo. Quero aumentar meu conhecimento sobre esses assuntos

    22 de dezembro de 2014
  • Super apóio essas mulheres tao decididas e sinceras eme espelho em pessoas como vo6. Parabens :-)

    19 de fevereiro de 2015
  • Kkkkk kkkkk Uma lady” na mesa e uma loba na cama. Somos mães, profissionais, esposas, mas antes de tudo somos mulheres e fazemos o serviço bem feito.

    16 de novembro de 2015
  • Na situação hipotética levantada por Ziemkiewicz, a moça teria evitado toda decepção se não tivesse tido relações no primeiro encontro. Afinal, o cara era um babaca e, se ela soubesse disso antes, não teria tido nem mesmo um encontro com ele. É apenas uma questão de precaução. Não se trata de machismo. Um pai não quer que sua filha inteligente e bonita seja criticada por um babaca e sofra por isso. Então procure dar um pouco mais de tempo para detectar a existência ou não de babaquice. No primeiro encontro pode não haver tempo hábil para isso.

    5 de dezembro de 2015
  • Vamos brincar de sermos menos feministas e machistas e começar ser mais humano?
    Desde que inventaram esses mimimis, apenas vejo um lado depreciando o outro…
    Pelo que eu saiba, ambos os lados gostam de sexo ou estou enganado? Ninguém é criança aqui, pelo menos eu escolho acreditar nisso.
    Eu acho que nenhum dos dois pode julgar se um ou outro é menos digno pela quantidade de parceiros que tiveram em vida.
    Existem homens que gostam de ficar pegando geral e traem? Sim, existe. Geralmente não esta pronto para um relacionamento sério ou é mau caráter mesmo(yes… shit happens).
    Existem mulheres que gostam de fazer sexo e ainda assim conseguir ser fiel ao seu parceiro(a), da mesma forma que existem as chamadas”puta”.
    Resumindo… A vida alheia não te diz respeito para se ficar dando palpite de quem esta certo ou errado.
    Viva a sua que eu lhe garanto que será mais feliz.
    Be happy 😀

    8 de janeiro de 2016
  • Se o cara é tão escroto pq dar pra ele ?

    1 de fevereiro de 2016
  • Sou homem, hetero, gosto de sexo, gosto de mulheres safadas (quanto mais, melhor) e não as classifico como mercadoria. Gostei do texto. Gostaria apenas de propor uma reflexão: as mulheres têm o direito de usarem o corpo delas como quiserem, se quiserem transar com vários na mesma noite, okay. Mas será que essa mesma, que transou com vários na mesma noite, se apaixonar por um deles, vai conseguir o seu respeito e admiração? O mesmo vale para nós, homens. Já passei por diversas fases na vida, dentre elas a fase do “pegador”, passar por essa fase me fez entender que eu precisava de algo além de sexo. Tanto mulheres quanto homens promíscuos não são valorizados por quem não o é. O que deve prevalecer é o respeito, tanto por homens quanto por mulheres. O problema não é o cara ser pegador, se quiser ser pegador, que seja, mas veja com quem vai mexer. Válido também para as mulheres, o problema não é vcs serem promíscuas, e sim não respeitarem o cara que está em um relacionamento. O que falta é se colocar no lugar do outro e respeitar a sua individualidade. Ah! Ela deu pra todos da faculdade? Blza, se eu não gostar disso, tenho o direito de não querer ficar ou namorar com ela sim, essa escolha é minha, o que não quer dizer que não irei respeitá-la como ser humano, só não gosto desse fato, ponto. O inverso também é verdadeiro.
    Existem pessoas para tudo, porém há coisas que não se misturam. Pessoas promíscuas devem se relacionar com pessoas promíscuas. Quem quiser ter um só parceiro(a), deve se relacionar com quem queira o mesmo, e isso deve ficar claro pra que ninguém se iluda.

    14 de fevereiro de 2016
    • falo tdo…..oqoe conta é o respeito

      17 de março de 2016
  • Bom dia Nathalia,
    Este post é um Post sempre atual. Aplausos é pouco…

    Gostaria de te sugerir alguma modernização no formulário de comentários.

    1) – que se possa editar o que escrevemos para corrigirmos eventuais erros de edição, notados apenas depois que disparamos o ENVIO.

    2) – Que se possa Comentar ou Responder um comentário, como forma de podermos nos manifestar a respeito da postura do leitor.

    3) – E…,

    Seria bom – opinjião minha – que se ponha – se é que há algum “script” pronto no Blog que você usa, ou se é domínio próprio (não fui ao NIC BR conferir), mas cairia bem um “script” que permita aos leitores se manifestar – Aprovo/Reprovo, Gostei/Não gostei, a exemplo do Curtir de Redes Sociais.

    No mais, há vários comentários que merecem ser comentados, desde a última vez que parei com algum tempo para ler o que ainda não havia lido. Como recebo via e-mail antecipo minha leitura por lá.

    Sucesso!

    16 de fevereiro de 2016
  • Sou completamente a favor da igualdade das mulheres nos direitos civis e trabalhistas. Exatamente igual. Mas na vida social não adianta. Mulheres e homens sempre serão diferentes. Ontem, hoje e amanhã. Homem pra transar tem que conquistar. Mulher sim é fato, é só baixar a calcinha. Não há mérito senão a vontade de transar. Por está facilidade da mulher acho que pelo menos deveria ela ser conquistada pelo homem que a quer e luta por isso. Acho promíscua aquela que não tem critérios e transa com qualquer um com a maior facilidade. Não se valoriza. E consequentemente se desvaloriza. Fica uma famosa pergunta: Se um homem sair na rua e gritar que quer comer alguém vai conseguir apanhar ou ser preso… Se a mulher faz o mesmo, sai gritando que quer transar com alguém sai neguinho até do bueiro… Como pode buscar igualdade com algo assim? Isso nunca vai mudar. Cabe a mulher se valorizar apenas. Aí não precisa ter vergonha de falar sobre suas experiências anteriores.

    14 de março de 2016
  • Se o homem é safado e sem vergonha por transar com várias independente de machismo ou feminismo a mulher também é. Sem choro. Quem aceita que seja feliz quem não termina e procura alguém que se encaixe melhor no que você espera de um companheiro ou companheira pra toda a vida.

    14 de março de 2016
  • O problema é que vivemos numa sociedade onde ninguem respeita ninguem, não há um cuidado pelo outro…é lógico que a mulher tem que ter os mesmos direitos que os homens, e independente do modo de vida que escolha ELA DEVE SER RESPEITADA….o problema é que as pessoas que se relacionaram com outras que pensam diferente, GERALMENTE saem falando mal e denegrindo a dignidade da outra como ser humano…ISSO É TERRIVEL, eu imagino como deve ser ofensivo e dolorido para uma mulher escutar isso de um homem (sem coração e sem cérebro)…assim como um cara que não transa com a mulher na primeira noite, pode ser denegrido como marica pela parceira…. nesses casos não há postura certa nem errada, mais uma simples incompatibilidade de interesses que poderia acabar de maneira respeitosa, MAS ao invés disso um dos dois (as vezes os dois) decide atacar e magoar o outro….assim nós estamos agindo, e todos saem perdendo…. como foi comentado para ser feliz no relacionamento é necessário encontrar alguem que tenha os mesmos ideais, e todo resto deve se RESPEITADO.

    17 de março de 2016
  • O respeito infelizmente está em extinção na nossa sociedade

    17 de março de 2016
  • A todos uma boa tarde, sei que é algo dificil de explicar, mas na cabeça do homem ainda existem mecanismos primitivos que nós não conseguimos vencer, eu estou num relacionamento com uma mulher maravilhosa, que é um pouco mais jovem que eu, e não consigo esqucer o passado dela, nunca entrei em pormenores do que fez na cama e tal pois isso não importa, o que me incomoda é o fato de ela ter sido casada, e ja ter vivido e feito boa parte das coisas que idealizei com ela, isso não apaga os planos que tenho, mas me deixa bastante pensativo em dividir a vida com alguem e ser uma pagina de um livro que ela ja leu, só que com um personagem diferente. Eu já lutei com toda a minha racionalidade contra esses pensamentos, sou adulto, empresário, com um bom futuro eu diria, e maduro o suficiente para discernir as coisas, no entanto é muito dificil pro homem aceitar certas coisas, o passado da mulher é um deles. É porque é um assunto um pouco restrito, mas os foruns de homens debatem o assunto e as opiniões são unanimes, que nós homens não nos damos bem com esse assunto, o drama da namorada ou companheira “vivida demais” assombra muitos por aí… E o pior é que a maioria acaba terminando o relacionamento sem sequer expor o real motivo, e na maioria dos casos são homens bons, que tem boas intenções, mas que são vencidos por isso.

    24 de março de 2016

Deixe um comentário