HomeAmor“Dá pra separar amor e sexo?”

“Dá pra separar amor e sexo?”

separar_amor_sexo

“Dá pra separar amor e sexo?”

Recebi essa pergunta ao vivo no programa “Gente como a Gente”, da Rádio Globo (ouça aqui!). A minha resposta: “É claro que dá!”. Primeiro porque amor e desejo sexual acionam lugares diferentes do cérebro. Ou seja, eles podem se relacionar ou não lá dentro. O tesão ativa uma área de recompensa, a mesma que faz com que a gente sinta um prazer enorme depois de tomar um sorvete gostoso. O amor desperta outra área, por incrível que pareça, associada ao vício em drogas. Por isso que terminar uma relação traz sintomas parecidos com a abstinência… A gente pode transar sem amor, assim como pode amar e ter perdido o tesão pela pessoa (vale lembrar que o Google recentemente divulgou que o termo “casamento sem sexo” é um dos mais buscados). É hipocrisia dizer que essas duas situações não existem.

Se homens têm mais facilidade pra separar as coisas? Hum, veja só: expliquei pra vocês noutro post que ficamos excitados de formas diferentes por uma questão fisiológica. Graças aos níveis mais altos de testosterona, o hormônio que funciona como gatilho pro tesão, em geral eles pegam fogo tão rápido quanto acender um fósforo. Para nós, é tão difícil quanto acender uma fogueira com gravetinho numa mata molhada. Em outras palavras, basta uma bunda bonita de uma desconhecida e, em questão de segundos, o cérebro bombeia sangue para inflar o pênis e este cara está pronto pro sexo. Já a libido feminina não costuma ser acionada apenas por um estímulo visual. As mulheres precisam de uma série de condições naturais de temperatura e pressão pra querer sexo: ela tá bem com o próprio corpo?, brigou com o namorado de manhã?, a pia tá cheia de louça suja? Fora que preferimos estímulos táteis, como um bom beijo de língua. Então a gente requer todo um contexto e demora mais para reagir fisicamente.

Além disso, tem a questão cultural, né? Não fomos educados do mesmo jeito. Espera-se do homem que ele siga seus instintos, e espera-se que a mulher saiba frear os próprios. Se um cara transa no primeiro encontro, ninguém vai dizer que “ele não é pra casar”. Se uma mulher afirma que transou só porque tava com vontade e nunca mais quer ver o cidadão, ela é a “vagabunda” – o que é um absurdo. Não acho que os homens tenham, de fato, muito mais capacidade de separar as coisas… Acho que elas simplesmente não ficam alardeando quando fazem sexo sem amor. Ou não fazem mesmo por medo do julgamento alheio. O debate é moralista, gente. Quem tem mais capacidade de fazer um bolo? Quem tem mais capacidade pra jogar futebol? Ambos têm a mesma capacidade. Só que meninas foram incentivas e preparadas por séculos a saber cozinhar e meninos, a jogar bola. Igualzinho ao que acontece em relação ao sexo.

Claro que muito mudou ao longo das últimas décadas. À medida que essa mulher, lá na década de 1960, entrou em maior volume no mercado de trabalho e começou a desempenhar outros papeis, os dois gêneros tiveram que rever seus lugares no mundo. Imagine que, antes do anticoncepcional, o sexo pra nossas antecedentes era apenas reprodutivo, para gerar filhos. Daí, com a pílula, elas passaram a exigir os mesmos direitos inclusive entre quatro paredes, a reivindicar o prazer. E a descobrir que podiam, sim, transar com outras pessoas, mesmo sem amor, e sem medo de engravidar. Hoje mulheres maduras e conscientes de seus desejos estão aí aos montes fazendo sexo casual… sem se preocupar com o que os outros estão achando disso. Porque sabem do valor que têm, não precisam de ninguém para lhes confirmar essa verdade.

*LEIA MAIS:

– Pesquisa: 48% acham errado a mulher sair “sozinha”.

– Esther Perel, especialista em inteligência erótica, conta como transar mais no casamento

A felicidade generalizada das redes sociais – de quantos likes você precisa?

– Por tudo que aprendi, obrigada aos homens do passado

*SIGA O PIMENTARIA :)

Instagram @pimentaria

Facebook/napimentaria

Youtube/napimentaria

Twitter/napimentaria

Compartilhar:
Comentários
  • Não da mesmo,você esta falando e escrevendo para fazer media om os frustrados e mal resolvidos.Ganhar IBOPE.Entendeu né?

    9 de setembro de 2015
  • Não são todas as mulheres que demoram a esquentar não.
    Eu por exemplo, não sou chegada em preliminares demoradas, me excito vendo um belo corpo masculino.
    Assim como tem homens que não são tão visuais assim, conheço alguns.
    Acho que cada um é cada um , tenho mais de uma amiga que reclama que o namorado não é muito chegado em sexo e que isso está atrapalhando o relacionamento, porém acho que cada pessoa tem um ritmo, uns gostam muito, outros mais ou menos, outros nem sentem falta.
    E quanto a criação da mulher, hoje já melhorou, mas tem muita diferença ainda, pois somos reprimidas desde de pequenas em relação a nossa sexualidade, o homem incentivado.

    9 de setembro de 2015
  • Adorei belo texto, simplesmente A R R A S O U !!!!!

    10 de setembro de 2015

Deixe um comentário