HomeSexoVocê tem intimidade com a sua vagina? *

Você tem intimidade com a sua vagina? *

INTIMIDADE2

Você tem intimidade com a sua vagina? *

Deitei na maca do consultório na posição ginecológica e ela direcionou aquele holofote digno do show da Beyoncé. Com o lençol por cima das pernas, abertas em V, eu não enxergava nada. Como sempre. Estava lá, curtindo a pintura do teto, quando a dra Carolina Ambrogini perguntou: “E aí, tá se vendo?”. Ela manuseava um retrovisor de vagina. Sim, minha gente. Vislumbrei meu capô. “Tô vendo metade só”, eu disse, para então encarnar a flanelinha. “Mais pra baixo. Direita. Aê!” Ficamos assim, eu e ela, durante todo o exame: olho no olho.

 

Como já tínhamos nos visto várias vezes, rolou à vontade. Comentei com a doutora que achei a experiência divertida. Carol me contou que a gerigonça provoca as reações mais inusitadas por ali. Umas viram o rosto: “Cruz-credo, esconde isso aí”. Outras arregalam olhos de curiosidade: “Nooossa, ela é assim?”. Para uma ginecologista que é também sexóloga, idealizadora de um projeto social pela sexualidade feminina (Afrodite), é impossível ficar sem dedos. Ela faz questão de apresentar o misterioso órgão à sua respectiva dona. Explica anatomia e função de cada dobra, saliência ou reentrância.

 

“É o básico, mas poucas têm coragem de se conhecer e se tocar à fundo”, diz. Muitas das pacientes declaram sentir vergonha e até nojinho de suas vaginas. Assim como ela, acho estranhíssimo. Não sou dessas feministas que acha xoxota (nem vem porque meu pai me ensinou “meninas têm xoxota, meninos têm pinto”) uma coisa tão linda a ponto de tirar um molde da própria e botar de bibelô na mesa de jantar. Não, xoxota não é BONITA. Mas tá longe de ser nojenta, né? Nojo eu tenho de barata, de desentupir pia e trocar o jornal cheio de cocô da minha cadela.

 

Como bem lembra Carol, homem não tem disso: “Eles pegam nos seus pênis, como verdadeiros donos da situação. E coçam, mexem, amam aquilo cheios de orgulho. A vagina, coitada, segue obscura e tímida.” Tem cabimento, mulheres modernas, tamanha falta de intimidade com o próprio corpo? Ou você é do tipo que só abre as pernas e o cidadão que se vire para te fazer gemer? Faça-me o favor, queridinha.

 

Pega aquele espelhinho de maquiagem, deita na cama e repete comigo: “oi, vagina, muito prazer”. Cumprimenta a bicha, tato é fundamental nessa exploração. Com o tempo, ensina Carol, você saberá duas coisas muito importantes: 1. onde e de que jeito o parceiro deve mexer; 2. se o cheiro da secreção vaginal indica alguma doença. Embora estreita, a vagina tem uma elasticidade incrível (passam bebês por ali, lembra?), se umidifica e esquenta em graus variáveis. “Pode pegar fogo se você souber estimular”, diz. “Mas, para saber, você PRECISA se conhecer”.

 

*Texto de Nathalia Ziemkiewicz com Carolina Ambrogini, ginecologista sexóloga da UNIFESP.

Compartilhar:
Comentários
  • Adorei a ideia e estou compartilhando…
    É preciso falar sobre isso para que todas as mulheres possam aproveitar melhor do seu próprio corpo, sem culpas ou preconceitos.
    Se precisar de alguma informação ou depoimento, estou à disposição.
    Lembrando que sou apenas uma voluntária e curiosa.
    Boa sorte!

    1 de outubro de 2013
  • Quem não conhece sua vagina não consegue conhecer nem um pênis ou nenhuma vagina com êxito. :)

    1 de outubro de 2013
  • Achei muito interessante eu tenho muita vergonha de minha vagina. sou travada em que meu parceiro mecha no meu clitoris. não gosto nem que façamos amor de luz acesa.sou muito cheirosa não tenho nojo, só que não quero que ele faça sexo oral , acho cansativo pra ele e sem graça.sou atuante tenho orgasmos maravilhosos , mas tudo tem que ser ,somente na penetração e muita concentração. foi assim que aprendi. estou aberta para melhoras,pensando no meu parceiro.

    2 de outubro de 2013
  • Se tem uma coisa da qual sou perdidamente apaixonada e orgulhosa é da Lady… Lady é minha amiga de anos, somos próximas e íntimas, afinal ela já me proporcionou, proporciona e proporcionará as mais belas coisas da minha vida…amor e prazer… nos conhecemos profundamente e lhe ofereço o melhor tratamento em todos os sentidos… médico, estético, fashion…. ela é realmente muita linda e estaremos sempre juntas e … para sempre! Amo você Lady!

    2 de outubro de 2013
  • É isso mesmo Nat, se todas as mulheres se conhecessem internamente, teriam mais saúde e evitariam doenças sexualmente transmissíveis, pois não deixariam penetrar em suas vaginas qualquer pênis de homens “galinhas”. Valorizando e cuidando de nossas xoxotas, com certeza seremos mais felizes como mulheres! Adorei o site…e põe mais pimenta que eu quero é esquentar!!!

    2 de outubro de 2013
  • Deixei meu comentário e ele estava sendo analisado antes da publicação, mas não foi publicado, gostaria de saber o porquê e se escrevi alguma coisa inconveniente para que não fosse publicado. Grata

    5 de outubro de 2013
  • amo esses comentarios femininos , me deixa exitadissimo

    17 de outubro de 2013
  • Nathy (quanta intimidade rs), apenas discordo numa coisa…xoxotas são lindas, sim! rsrs

    Parabéns pelo blog!

    Avante à sua sexualidade mulheres, já passou da hora!

    18 de outubro de 2013
  • Se vcs conhecer alguma coisa mais importante mais bonita cheirosa de uma beleza natural que uma XOXOTA pode mim apresentar mais ainda sim eu vou duvidar eu sou tarado por XOXOTA sou admirador vou sempre exaltar a beleza o contorno da sua extremidade igual não tem parabéns a vcs Mulheres que tem uma linda e amada exuberante desejada querida melosa XOXOTA bjos!!!!

    1 de fevereiro de 2014

Deixe um comentário