HomeSexoClitóris 3D: molde mostra o que (quase) ninguém imagina

Clitóris 3D: molde mostra o que (quase) ninguém imagina

clitoris3d

Clitóris 3D: molde mostra o que (quase) ninguém imagina

(Getty Images)

O que os olhos não veem, o clitóris sente. Parece um botãozinho escondido no alto da vulva. Tão discreto que tem gente procurando até hoje – não são só homens, não. Muitas mulheres desconhecem a própria anatomia! Ignorado e subestimado há séculos pela medicina, inclusive nos livros acadêmicos, o órgão cuja única função é proporcionar o clímax sexual… finalmente começa a ter todos os contornos tateados. Tchãram: ele é muito maior e mais complexo do que se imaginava, meu bem.

O clitóris mede entre 9 e 11 centímetros, embora apenas parte do corpo e a glande sejam visíveis. O “bulbo” e a “crura” se estendem por dentro. Ele fica ereto da mesma forma que o pênis quando excitado, cheinho de sangue e latejante. E é o grande responsável pelo orgasmo feminino. De boa na lagoa, você não é frígida porque não consegue gozar com a penetração vaginal. Suave na nave, taí outra prova de que você não precisa de um ~dito cujo~ pornográááááfico pra satisfazê-la na cama.

Molde do clitóris em 3D, criado por pesquisadora francesa, prova que vemos só a ~pontinha do iceberg~ (Reprodução / Marie Docher)

Claro que, na prática, algumas pessoas intuíam isso – que o digam os adeptos da massagem tântrica. Mas, ao se tornar dado científico, a descoberta pode provocar uma revolução. Sem exagero. Porque uma em cada três brasileiras, por exemplo, afirma não chegar (ou raramente chegar) ao orgasmo. Saca a frustração e o sentimento de não-sou-normal? Fora os caras que ficam incomodados, levando pro lado pessoal, a ineficácia de suas estocadas. Sim, PRECISA estimular o clitóris antes e durante o sexo.

Entender a estrutura e o funcionamento da ~campainha~ democratiza o prazer. Os genitais masculinos são externos, super à mão, fazendo com que os homens se masturbem e gozem BEM mais que as mulheres. Na França, país em que educação sexual é disciplina obrigatória desde a primeira infância, o governo incumbiu a pesquisadora de sociomedicina Odile Fillod de desenvolver uma imagem em 3D do clitóris. Advinha pra quê? Imprimir a escultura e distribuir nas escolas. Será que vão derrubar o MITO de que a vagina é eroticamente equivalente ao pênis? Por favor, por favor, por favor! Oremos.

***Este post foi originalmente publicado na coluna da Nath no Yahoo.

*SIGA PIMENTARIA:

– Facebook/napimentaria

– Instagram @pimentaria

– Twitter/napimentaria

– Youtube/napimentaria

– Snapchat/nathpimentaria

Compartilhar:
Sem Comentários

Deixe um comentário