Eu trocava mensagens com um ex-colega de trabalho com quem há tempos não tinha contato e me procurou curioso com

Last Week Posts

Depois do best-seller  internacional Sexo no Cativeiro (leia-se "no casamento"), lançado em 2006 e traduzido para 24 idiomas, a psicoterapeuta belga Esther Perel escreve sobre "escapadas" em seu novo livro. Casos e Casos - Repensando a Infidelidade, publicado no Brasil pela Editora Objetiva, discute "esse tabu consagrado pelo tempo" que ainda é "universalmente proibido mas universalmente

Digamos que você se embrenhou entre as pernas de outra pessoa, disposto(a) a proporcionar um sexo oral de tirar o fôlego (inclusive o seu). Embora esteja cara a cara com os genitais alheios, as preferências não são visíveis. Ninguém nasce com manual de “como usar” tatuado na virilha. Você faz o que acha que o

A História da humanidade é repleta de contradições e ironias. Por exemplo: o vibrador foi inventado na Inglaterra do século 19 para ajudar no tratamento da histeria, “doença” que acometia as mulheres da época com sintomas como insônia, ansiedade, choro compulsivo, falta de apetite, dor de cabeça etc. Acreditavam que a origem do problema estava

Nove em cada dez pessoas fantasiam com um ménage à trois. 65% curtem a ideia de sentir dor na cama (tapas, mordidas, cera quente etc). Sexo em público ocupa o quarto lugar no ranking fetichista. 58% se empolgam com a possibilidade de ver o(a) parceiro(a) transando com alguém… Mas quantos têm coragem de admitir e quantos negarão até

Vaginas podem ser bastante sedentárias, mesmo que levantem muito ~supino por aí (ainda não inventaram sêmen de whey protein). Isso porque frequência sexual não determina boa forma íntima: força, lubrificação e sensibilidade do canal vaginal. A gente precisa ~suar de outras maneiras pra garantir o tônus do assoalho pélvico, um conjunto de músculos que circundam

Coito interrompido é só um termo empolado pro famoso “tirar na hora”, um esquema bem mais antigo que o uso da camisinha e da pílula pra (tentar) evitar uma gravidez

“A sensação mais louca do mundo: por um momento, sinto que não estou na terra nem no meu corpo”.  A descrição é de uma das 160 mulheres que participaram desta pesquisa sobre como se sentem durante o orgasmo. Sim, são só alguns segundos

TV PIMENTA
NATHALIA ZIEMKIEWICZ
Jornalista de comportamento, trabalhou em Época e Istoé. Pós-graduada em educação sexual, já palestrou para 2.500 pessoas. É colunista do Yahoo e do Bayer Jovens, além de embaixadora dos lubrificantes K-MED. Aposta que informação pode ser mais transmissível que muita doença. Gozadinha, derruba tabus escrevendo sobre sexo com leveza e bom-humor.
NEWSLETTER

Digite seu e-mail e fique por dentro de todas as novidades

PUBLICIDADE
FACEBOOK