HomeAmorA grama verdinha do vizinho e o nosso mato feioso

A grama verdinha do vizinho e o nosso mato feioso

grama_vizinho

A grama verdinha do vizinho e o nosso mato feioso

Lembro de ter me emocionado a primeira vez que assisti a esse comercial de uma marca de tintas. Grazi Massafera chega em “casa” com uma barriga enorme – e um sorriso maior ainda. Cauã Reymond abre a porta e anuncia uma surpresa. Sob uma luz poética e deslumbrante, os dois atores aparecem lindos, jovens e apaixonados. A câmera foca num Golden Retriever, aquele cão das famílias perfeitas. Grazi é levada até o futuro quarto da bebê Sofia, cujas paredes ele mesmo pintou da cor dos olhos de sua amada. Ela chora, eles se beijam, a trilha sonora ganha volume. Prevejo leitoras suspirando em 3, 2, 1… 

Acontece que a vida não é propaganda de margarina nem de tinta de parede. Segundo colunas e revistas, Grazi e Cauã se separaram após sete anos de relacionamento porque ele teria se envolvido com a atriz Isis Valverde. Não sei se é verdade, mas o assunto está entre os mais comentados nos portais de celebridades: “lamentável, um casal tão bonito com uma filhinha de dois anos…” ou “grazi, você é uma mulher encantadora, se ele te trocou é porque não te merece”. O que me chamou a atenção nesse burburinho foram duas coisas: 1. a capacidade da gente em julgar o outro, assim, de longe e sem contexto (mas eu já falei disso aqui) e 2. a sincera decepção de fãs e espectadores desse romance público.

grazi-massafera-caua-reymond-suvinil-24797Ô mania de achar que a grama do vizinho, dos amigos, dos famosos… cresce verdinha e aparada, enquanto o nosso mato segue descontroladamente feioso no quintal. Porque ÓBVIO que o Cauã não corta as unhas do pé com trim nem a Grazi faz cocô e tem pelos encravados. Ele nunca deve ter brochado e ela, negado fogo. Com certeza ABSOLUTA ele não bate punheta pensando em outra e ela jamais flertou com um colega de trabalho. Não brigam por nada, tomam banho de banheira todo dia juntos e sequer precisam acordar quando a bebê chora na madrugada. Alôôôô, jura que você acredita em casais perfeitos? Ou você PRECISA acreditar que eles são perfeitos só pra ter referência e esperança em relação ao seu namoro/casamento?

Vou dar um exemplo mais “mundano”. Um dia comentei com um dos meus melhores amigos que meu marido tinha comprado flores e feito um jantar gostoso pra mim num dia bem banal. Esse amigo comentou com a namorada dele, que passou a cobrar pelo mesmo tipo de demonstração. “Porra, o Felipe tá inflacionando meu relacionamento!”. Rimos juntos. Ele sabe que meu marido é um cara fantástico, mas também cheio de defeitos. Graças a Deus, porque eu me sentiria mal ao lado de alguém que só tem qualidades – como é que eu ia esconder as minhas deficiências? Eu dou patadas gratuitas quando algo deu errado no trabalho. Ele desconta em mim se o trânsito está péssimo. Odeio seu excesso de organização com tendência a TOC. Ele reclama da minha impulsividade doentia.

Mas nada disso está no meu Instagram nem no meu Facebook. Ali você só vai encontrar fotos nossas num bistrô à luz velas, agarrados com nossas vira-latas, andando de patins e skate na orla da praia. Por um motivo muito simples: quem gosta de mostrar ao mundo seu lado triste, feio, raivoso? Isso eu mostro àqueles que fazem parte da minha intimidade. Se isso é hipocrisia (e essa é mesmo uma possibilidade e uma autocrítica), então somos todos hipócritas: eu, meu marido, Cauã, Grazi, você, seus amigos e vizinhos. Cada um sabe a dor e a delícia de conviver com quem escolheu. Tomara que deixem o casal global em paz pra apagar fotos, gritar de ódio, afogar as mágoas numa garrafa de vinho ou nos cabelos de outra. Eu cuido da minha grama, que já dá um trabalho do cacete.

Compartilhar:
Comentários
  • Aaahhh, adorando seus textos!!! Mais um que está ótimo!!! Parabéns : ))

    22 de outubro de 2013
  • EXCELENTE TEXTO!!! Nós, mulheres, fomos criadas a base de “Bela adormecida” e mesmo quando adultas ainda buscamos na vida real a representação daquilo que não existe! Devemos ser todas esquizofrênicas! rsrs Malditos contos de fadas! rsrs

    22 de outubro de 2013
  • Adorei o texto e assino forte embaixo.

    22 de outubro de 2013
  • Ahhhhhh, fantástico texto. A realidade é exatamente assim!!! Cuidemos primeiro da nossa realidade pra depois se preocupar com a vida alheia!!!

    22 de outubro de 2013
  • É bem por aí, Adorei!

    22 de outubro de 2013
  • Passei rapidinho só pra dizer que li o texto e como sempre amei. Pura verdade. Sou sua fã 😉

    22 de outubro de 2013
  • VC DISSE CERTO, EU CUIDO DA MINHA GRAMA,QUE JÁ DA UM TRABALHO DO CARALHO, OU SEJA CADA UM CUIDE DE SUA VIDA, DEIXA A DOS OUTROS EM PAZ.VÁ SER FELIZ NA MEDIDA DO POSSÍVEL. PS* (ESTOU ADORANDO SEU BLOG)

    22 de outubro de 2013
  • Sensacional!!!! Contos de fadas é só pra historinhas infantis! A vida aqui fora é beeeem mais difícil!!!! Mas sempre vale a pena! 😉

    22 de outubro de 2013
  • O pessoal se envolve, né? O pior são os xingamentos nas redes sociais dos três.

    22 de outubro de 2013
  • Adorei o teu texto. Fico com inveja quando leio um texto assim, bonito por fora e por dentro: escrever gostoso dá um trabalho do cacete! Parabéns!
    Tiana

    22 de outubro de 2013
  • Aaaaa..adooorei o texto!
    É a primeira vez que entro nesse site,mas já deu pra sentir que vou Amar! hhaahhaha

    Bjooo *-*

    22 de outubro de 2013
  • Não é a primeira vez nem será a última que vemos esse tipo de coisa. Me lembro da separação de Giovanna Ewbank e Bruno Gagliasso e foi o mesmo blábláblá até eles se reconciliarem. Aí o povo fala que eles são lindos como se isso fosse garantia de um relacionamento perfeito. Falam de quebra de contrato, de marketing e de um monte de besteiras. A verdade por trás disso tudo é que todo mundo tem problemas, famoso eu anônimo.
    Mas é como vc disse, só pq eles estão “na mídia” algumas pessoas acham que eles têm obrigação de serem felizes para sempre, como se contos de fadas pudessem ser reais.

    Bjks

    22 de outubro de 2013
  • Só li agora… GENIAL! Acho que é algo que todos deveriam pensar, que não existe família perfeita, casais que nunca têm tensões, vidas que nunca ficam sem graça. Faz parte, tudo bem! Essa ditadura da felicidade, agora aplicada tb ao trabalho (como se todo mundo tivesse que amar 100% o que faz todos os dias) tá deixando as pessoas cada vez mais tristes e introspectivas. Beijos, amora! <3

    23 de outubro de 2013
  • Demais o texto Nati ….. incrível como penso exatamente como vc!!! kkkkkk…… Esse povo é tudo maluco !!! kkkk vamos um dia tentar marcar um reencontro com a Rô em Santios… afinal, eu tb estou ligadíssima a cidade! Meu namorido é dai. …. Beijão

    23 de outubro de 2013
  • O que me impressionou neste bafafafa todo foi a capacidade de todos defamarem a Isis e indica-la como o pivô de uma separação na qual o Cauã “não tem culpa de nada?” Saiu de bom a ruim foi a Isis? Haaaa paciencia né gente. O cara sair de inocente e deixar a culpa cair somente nas costas da Isis? Vamos parar pra pensar e ser mais racional. Concordo com o texto deixa eles resolverem os problemas deles.

    24 de outubro de 2013
  • Sou casado há quase 10 anos e concordo 100% com teu texto! Parabéns pela crítica aos milhares de invejosos e hipócritas que não conseguem sequer manter um relacionamento… ou são muito infelizes no que tem.

    25 de outubro de 2013

Deixe um comentário