Home2018

Depois do best-seller  internacional Sexo no Cativeiro (leia-se "no casamento"), lançado em 2006 e traduzido para 24 idiomas, a psicoterapeuta belga Esther Perel escreve sobre "escapadas" em seu novo livro. Casos e Casos - Repensando a Infidelidade, publicado no Brasil

Digamos que você se embrenhou entre as pernas de outra pessoa, disposto(a) a proporcionar um sexo oral de tirar o fôlego (inclusive o seu). Embora esteja cara a cara com os genitais alheios, as preferências não são visíveis. Ninguém nasce

A História da humanidade é repleta de contradições e ironias. Por exemplo: o vibrador foi inventado na Inglaterra do século 19 para ajudar no tratamento da histeria, “doença” que acometia as mulheres da época com sintomas como insônia, ansiedade, choro

Nove em cada dez pessoas fantasiam com um ménage à trois. 65% curtem a ideia de sentir dor na cama (tapas, mordidas, cera quente etc). Sexo em público ocupa o quarto lugar no ranking fetichista. 58% se empolgam com a possibilidade de

Vaginas podem ser bastante sedentárias, mesmo que levantem muito ~supino por aí (ainda não inventaram sêmen de whey protein). Isso porque frequência sexual não determina boa forma íntima: força, lubrificação e sensibilidade do canal vaginal. A gente precisa ~suar de

Coito interrompido é só um termo empolado pro famoso “tirar na hora”, um esquema bem mais antigo que o uso da camisinha e da pílula pra (tentar) evitar uma gravidez

“A sensação mais louca do mundo: por um momento, sinto que não estou na terra nem no meu corpo”.  A descrição é de uma das 160 mulheres que participaram desta pesquisa sobre como se sentem durante o orgasmo. Sim, são só

Aos 56 anos, o americano Mark Shattuck tem dupla jornada de trabalho como consultor na cidade californiana de São Francisco (provavelmente a mais liberal dos Estados Unidos). Durante o dia, ele atua numa organização sem fins lucrativos. À noite, lucra com consultas

Em geral, as mulheres param de menstruar por volta dos 50 anos. Por um lado, dá pra comemorar o fim da TPM, dos gastos com absorventes e remédios para cólica, da preocupação com uma gravidez indesejada (afinal, a menopausa encerra o

“Quando vejo uma mulher gostosa de scarpin, sapatilha ou mesmo chinelo fico imaginando o cheiro”, diz C*, um carioca de 35 anos que trabalha no setor financeiro. Não é que ele torça o nariz diante da possibilidade de sentir um