12 comentários

  1. Erika

    Adorei o post Nathi!
    Espero sinceramente que o preconceito e a intolerância de hoje seja apenas conteúdo de aula de história amanhã. Que nossos filhos e netos vivam numa sociedade mais igualitária e menos hipócrita.

  2. mauricio

    Achei o maior besteirol, pra mim família continua e sempre vai ser entre um homem e uma mulher, nunca vi e nunca ninguém verá, homem com homem e mulher com mulher gerando filhos, se quiserem morar junto e fazerem o quiser, na minha opinião, pode fazer, mais quere dar título de família pra essa prática, eu sou contra.

    1. Nathalia

      Nathalia,( xará ) acho seu trabalho maravilhoso , o acompanho sempre que tenho tempo.
      Espero um dia poder mostrar esse e-mail a um neto meu!
      Lixo, esse post? Não vou nem comentar, pois o acho um dos melhores que já li no seu blog!
      Parabéns pelo seu belo trabalho!

  3. Pingback: Entrevista: “Pode me chamar de sapatão mesmo” | Pimentaria

  4. Pingback: O “Orgulho Hetero” deveria nos encher de vergonha | Pimentaria

  5. Pingback: Rebatendo seis argumentos a favor da decisão “família é homem e mulher” – ou “nosso estado é laico, sabia?” | Pimentaria

Deixe uma resposta

O seu endereço de e-mail não será publicado. Campos obrigatórios são marcados com *